ZuluDasMeiasAltas <data:blog.pageTitle/>

sexta-feira, outubro 06, 2006

 
os mestiços indefinidos
definitivos
hábeis de mãos
sugam agora cidades inteiras
pelo olhar do filho

adivinham pela memória
saudáveis trocas
praças infindáveis de pernas
finitas

tecem a orla da fêmea
e desconfiam o lugar

reagem
em uníssono
dentro e fora da jaula

aprenderam que da sumidade
do domador
podem retirar o melhor alimento

e a ele, benevolentes
de quando a quando
matam a fome
com cautela de filho


não vá a orla da fêmea
tecê-las
não vá a orla da fêmea
chamar-lhes infiéis



nuno travanca

Comments:
... breves...
 
"Zulu at his best" (afinal isso de "estar de molho" tem as suas vantagens...)
:)
 
sabes que só agora descobri que és o próprio nuno travanca?


em letras pequeninas:
não digo a ninguém. só se me pedires muito...
:)
 
nuno travanca, um criado ao meu dispor.

mas di-lo em surdina, não vá alguém querer ser amigo do zulu.

é que o zulu e o nuno são a mesma pessoa, mas sobretudo, são pessoas diferentes...
 
apetecia-me dizer coisas tristes e entediantes tipo (em itálico, agora) como gostava de saber ser uma criada ao meu dispor...eu, que me disponho sempre mal (tirar itálico). mas não digo.

depois há aquilo de alguém se atrever a querer ser teu amigo. por mim, que sta teresa d´ávila me livre e guarde.
(o concurso já terminou há meses...posso ser sincera)

agora vou falar com o nuno. cença...

nuno, daqui a pouco diz ao zulu que ele é a 1ª pessoa a quem digo que vou mandar a torre abaixo. mas que sei a morada dele e venho tocar-lhe à porta de vez em quando. a ti digo-te que vou começar a despedida anunciada com um poema teu, a escolher ainda. dá-lhe um beijo, assim muito de fugida, que ele é cáustico e não gosta de muitos enleios (já não lia esta palavra desde o século passado. outra vida. encarnação original. tu percebes...)

zulu, a noite vai alta e já me levou mais um dia...

até outro...
 
APELO em divulgação na internet:

- ÚTEROS ARTIFICIAIS: Uma Investigação Cientifica Prioritária!
- PROSTITUIÇÃO: Uma actividade a custos controlados!


---> As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de Assumir a sua História!!!!!!

As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de assumir que a SOBREVIVÊNCIA só foi possível graças a um Largo Trabalho Sociológico...... nomeadamente, uma Boa Gestão dos Recursos Humanos...... nomeadamente, o facto de elas terem conseguido MOTIVAR os machos sexualmente mais fracos no sentido de eles se interessarem pela SOBREVIVÊNCIA da SUA Identidade!!!
Dito de outra forma, enquanto que no passado davam 'palmadinhas nas costas' ao pessoal... agora como já possuem as 'costas quentes' - graças à existência de Armas de Alta Tecnologia - as Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas... hipocritamente... pretendem agora jogar os machos sexualmente mais fracos para o 'caixote do lixo' da sociedade!!!!!!......

Nota 1:
Com o fim do Tabú-Sexo, muitos machos das Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas passaram a ir à procura de fêmeas Economicamente Fragilizadas [ mais dóceis ]... oriundas de outras Sociedades......
Aqueles machos ( dotados de Boa Saúde... ) que não estão interessados em seguir este caminho..., devem possuir o LEGÍTIMO Direito de ter acesso a Úteros Artificiais.

Nota 2:
A Prostituição deve ser uma actividade rigorosamente controlada pelo Estado... de forma a que:
-1- seja concedido às profissionais do sexo todas as condições consideradas necessárias...
-2- os lucros obtidos com a exploração da 'Prostituição de Luxo'... possam comparticipar uma 'Prostituição a Custos Controlados'... mais barata ( para os Machos Sexualmente Mais Fracos - rejeitados pelas Fêmeas ) ... e sem 'beliscar' a dignidade das profissionais do sexo.


*************************

ANEXO: A origem do TABÚ-SEXO:
-> Ver aqui

*************************
 
quarentaom

primeiro, achas que as tuas origens deveriam hoje em dia ter custos controlados?

segundo, já ouviste falar em onanismo?

terceiro, escolhes blogs à toa ou achas que o meu é propenso às tuas divagações sexuais?

quarto, já estás no quarto? então espera por mim que já lá vou ter. vai abrindo a cama.

Abraço e se voltares a prevaricar já sabes, rogo-te uma praga que nem o viagra te safa...
 
zulu, prescindiu da serventia de nuno travanca?

Será que o sonega com astúcia numa redoma, não permitindo que revele seus tesouros?

Que passa, zulu?
 
zulu, a tua resposta dada na primeira pessoa e em diferentes etapas é simplesmente uma lufada de ar fresco neste ambiente sórdido e de cariz sexual altamente duvidoso que bárbaramente se tentou intrometer neste blog.

PS: a do onanismo foi de mestre, lembrei-me logo dos Ena Pá 2000
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?